Last Tweets

 

PAGINA EM CONSTRUÇÃO

 

Cap.

N. Parag

Lugar
Paragrafo
Mateus
Marcos
Lucas
João
Outras ref Bíblicas
Dia
Mês
Ano
1 1 CÉU Jesus antecipa que nesse livro se falará Dela 0000 1 0000
1 2 CÉU A máxima Pureza que puder ter uma criatura de Deus é contida em Maria Gn 1,24-31 0000 1 0000
1 3 CÉU Prólogos: Deus quis um seio sem macula 0000 1 0000
1 4 CÉU Pensamentos santos, para o nosso conforto espiritual 0000 1 0000
1 (-) CÉU Principio de narração: o Verbo estava em Deus, preexistente 1,1 - 3 0000 1 0000
1 (-) Prólogo: Justificativa introdutória da obra: informar sobre fatos ocorridos, à luz do A.Testamento 1,1 - 4 0000 1 0000
1 (-) CÉU A divindade de Jesus 1,9-14 0000 1 0000
2 1 Nazaré Ana, alta e já de idade, tecendo em um tear, um linho novo 1 1 9983
2 2 Nazaré uma vizinha,(Sara?) com a criança Alfeu, oferece-se para buscar água 1 3 9983
2 3 Nazaré Joaquim e Ana decidem fazer um voto ao Senhor 1 5 9983
2 4 Nazaré Inicia-se o ciclo de nascimento de Maria, com as orações fervorosas de seus pais 1Sm 2,1-10 1 7 9983
2 5 Nazaré A visão de Ana, a mãe de Maria, (com cerca de 50 anos?) 1 9 9983
3 1 Nazaré nas visões, uma constatação sobre as diferentes casas de Nazaré (de Maria solteira e casada) 8 10 9983
3 2 CamposGalileus uma pequena feira, fora dos muros de Jerusalém 20 10 9983
3 3 Jerusalém Ana, no dia a dia, com o pequeno Alfeu - encontro com o pai dele 31 10 9983
3 4 Jerusalém Ana confidencia a Joaquim o sonho pre-monitor sobre uma futura criança dela 6 12 9983
3 5 Jerusalém Os avós possuíam a Sabedoria: Ana virtuosa e forte... Sb 8,2.10.13 11 12 9983
3 6 Jerusalém Os avós possuíam a Sabedoria: e Joaquim nunca desiludiu, apesar da falta de herdeiro 16 12 9983
3 7 Jerusalém Os avós possuíam a Sabedoria: por isso, na hora das aflições, o consolo era recíproco 21 12 9983
3 8 Jerusalém a Sabedoria eterna premiará o casal confiante em Deus, que continua acreditando... 24 12 9983
3 9 Jerusalém Os avós possuíam a Sabedoria: a castidade dos esposos, virtude que reflete-se nos filhos... 28 12 9983
3 10 Jerusalém Hoje onde estão tais atitudes? Castidade no amor e no leito conjugal 31 12 9983
4 1 Nazaré Após Concepção de Maria (02/12/-16-Dom?=9983) - Ana com um cântico exprime a alegria de saber que será mãe 2 4 9984
4 2 Nazaré Joaquim entrando, é posto ao par da boa nova 18 4 9984
4 3 Nazaré "Uma estrela virá a ti" é agora a esperança dos pais: uma luz sobrenatural manifestada no dia da festa das Luzes? 20 4 9984
4 4 Nazaré a escolha do nome e a promessa de oferecimento ao Templo de Deus Nm 26,59 22 4 9984
4 5 Nazaré não mais esperança somente mas a certeza de um Paraíso para o povo de toda a terra Sb7,25 24 4 9984
4 6 Nazaré alma criada para ser a alma da Mãe de Deus! 26 4 9984
4 7 Nazaré criatura isenta de Macula, isto é, do pecado de origem, como deveriam ter sido todos os filhos de Deus 28 4 9984
5 1 Seforis Visão de Ana grávida, em dia de muito calor e sofrendo para as ultimas horas 5 8 9984
5 2 Seforis Ana vive como um momento de êxtase, parecido com o provado na concepção Tb12-13 5 8 9984
5 3 Seforis Um violento temporal, de repente, depois de dias de secura, parece-se com a raiva de satanás pelo parto 5 8 9984
5 4 Seforis nascimento de Maria. Após um raio cair próximo, um arco íris maravilhoso+prodígios saúdam o nascimento 5 8 9984
5 5 Seforis descrição da beleza do bebezinho Maria 5 8 9984
5 6 Seforis Os sinais do céu parecem ter confirmado Maria, estrela e perola e luz e paz... 5 8 9984
5 7 Seforis Falar da concepção de Maria, é mergulhar no azul, na luz, no amor 5 8 9984
5 8 Seforis no eterno pensamento do Pai, Maria já era concebida antes que fosse feita a terra Pr8,22-31 5 8 9984
5 9 Seforis ter Maria que O amasse, para Deus é justificar a criação do homem e decretar perdoá-lo Gn 6-9 5 8 9984
5 10 Seforis Deus se basta a Si mesmo. A Criação foi para que o homem gozasse dela 5 8 9984
5 11 Seforis A Mente suprema pensou no meio para anular a culpa: Jesus e o Seu instrumento: Maria 5 8 9984
5 12 Seforis A Carne, habitada pelo espírito, obra-prima de Deus.Vem a Mim Maria, Eu terei contigo desforra sobre satanás 5 8 9984
5 13 Seforis Deus, Pai Criador, criara o homem e a mulher com uma lei de amor tão Perfeita, que não admite seres lascivos 5 8 9984
5 14 Seforis Sublime desforra de Deus: elevar à perfeição que anule toda lembrança de humanidade pecadora 5 8 9984
5 15 Seforis A virgindade de Maria é desposada por Deus; espelho transparente do Amor divino 5 8 9984
6 1 Jerusalém O preceito da purificação.- os casais Joaquim e Ana, e Zacarias com Isabel, vão para o Templo 5 10 9984
6 2 Jerusalém Dar a Deus o que mais amamos: Ana prometeu Maria pois é Sua. Os pais, os felizes guardiões dela 5 10 9984
6 3 Jerusalém O preceito da purificação de Ana - oferecido um cordeiro, que é degolado 5 10 9984
6 4 Jerusalém Apresentação de Maria, consagrada ao Senhor, agora confirmado no Templo. Ana de Fanuel será a futura mestra 5 10 9984
6 5 Jerusalém Mais uma oferta ao Templo e depois aproximam-se no interior, onde se vê outras meninas maiores consagradas 5 10 9984
6 6 Jerusalém Maria, o exemplo de Sabedoria humana. Jesus: Vinde a Mim, olhando para Maria Pr9,4 5 10 9984
6 7 Jerusalém Olhar de Maria: sereno, puro, plácido, nesga do céu que brilha sempre igual, nos vários momentos de Sua vida Lc11,34-35 5 10 9984
7 1 Nazaré A pequena Maria já caminhando, festiva com a Sua mãe Ana 1 8 9985
7 2 Nazaré A pequena Maria já com Sabedoria, dá mostra de conhecer coisas santas 1Rs 8,1-5 1 1 9986
7 3 Nazaré Narração de Ana:30 anos ou 70 semanas para o Emanuel chegar? Maria quer rezar para apressar a vinda Dn 9,24-27 1 3 9986
7 4 Nazaré A pequena Maria já com a Sabedoria do Filho, fala da sua promessa de virgindade Ct 6,9 1 5 9986
7 5 Nazaré A parábola de Joaquim sobre o amor de Deus que não precisa de nos pecarmos para sermos amados 1 7 9986
7 6 Nazaré A pequena Maria ansiosa de ir para o Templo, prometendo rezar aí para seus pais 1 9 9986
7 7 Nazaré A pequena Maria já com Sabedoria, apesar da terna idade: Dom de Deus como outros teve similares 1 11 9986
7 8 Nazaré a Sabedoria vem do Senhor e sempre esteve com Ele, mesmo antes dos séculos Eclo1,1-8 1 12 9986
7 9 Nazaré A pequena Maria já com a Sabedoria do Filho, fonte da Sabedoria, o Verbo 31 12 9986
8 1 Jerusalém Maria conduzida pelos tristes pais, ao Templo (aos 3 anos de idade...) 21 1 9987
8 2 Jerusalém no caminho, Isabel e Zacarias oferecem hospitalidade numa casa, para uma pequena pausa Gn 22,1-18 21 1 9987
8 3 Jerusalém Isabel e Zacarias garantem que Maria será acompanhada por eles, bem de perto, além de Ana de Fanuel, a mestra 21 1 9987
8 4 Jerusalém a saudade e a tristeza do momento da separação, escondida entre bons propósitos 21 1 9987
8 5 Jerusalém Maria pede a benção dos pais, antes de sair daquela casa 21 1 9987
8 6 Jerusalém Na porta de entrada do Templo, o Sumo Sacerdote recebe Maria e a introduz enquanto os pais gemem 21 1 9987
8 7 Jerusalém Maria, em sua humildade, não sabia que era Cheia de Sabedoria Eclo39,6 21 1 9987
8 8 Jerusalém Ter pureza é amor, ter amor é sabedoria, ter isso é generosidade e heroísmo, sabendo porque sacrificar-se 21 1 9987
9 1 Jerusalém os pais de Maria no limiar de suas vidas, crepúsculo que perdeu o Sol - Maria 1 4 9988
9 2 Jerusalém felizes aqueles que podem ser distinguidos entre os amantes da Sabedoria: quem a ama, ama a vida Eclo4,11-18 10 4 9988
9 3 Jerusalém alegrias terrenas de uma hora e eternas imortais (quem perder a vida por amor de Mim, irá salva-la; vv. 346,9) Eclo4,12-13 15 4 9988
9 4 Jerusalém os filhos são de Deus, antes de o serem dos pais /Lc. 2,49 /(Joaquim morrendo: 41,12) Lc2,49 20 4 9988
9 5 Jerusalém Vida reta: panorama e guia para o Céu/Deus participa a Maria estar próximo o trânsito de Sant'Ana, (assistido) 25 4 9988
10 1 Jerusalém O cântico de Maria, jovem e alegre, nas suas ocupações 1 5 9996
10 2 Jerusalém Maria em continua oração 1 6 9996
10 3 Jerusalém o seu espírito vendo Deus 1 7 9996
10 4 Jerusalém na dor da perda dos pais, Maria purificou-se perdendo o que tinha de humano: agora é só de Deus 1 8 9996
10 5 Jerusalém Maria em Daniel, entende que a profecia das 70 semanas deve ser medida pelo curso da lua Dn 9,24-27 1 9 9996
10 6 Jerusalém pensamentos proféticos de Maria sobre a Pureza, o sangue de Cristo que cairá sobre nós e lírios limpando 1 10 9996
10 7 Jerusalém Ana admirada aprende de Maria a qual se desculpa da aparente falta de humildade e presunção 1 11 9996
10 8 Jerusalém Maria pensava estar sonhando: revia o que o seu espírito havia visto no fulgor do Céu de Deus 15 11 9996
10 9 Jerusalém qual o grau de inteligência do homem? E até onde ela não consegue chegar, aí vem o espírito que lhe fala... 1 12 9996
10 10 Jerusalém Maria, a cheia de Graça, com o espírito no céu; sua personalidade e sua carne na terra 15 12 9996
10 11 Jerusalém o risco de interpretação errada, pela autora: dela própria não há nada portanto... 31 12 9996
11 1 Jerusalém comparação do aspecto jovial de Maria, sorriso interior, com a ferocidade que há no mundo 1 9 9999
11 2 Jerusalém Maria saindo de uma cerimônia no Templo, saúda afetuosamente as demais virgens, ao retirar-se no quarto 6 9 9999
11 3 Jerusalém Sumo Sacerdote sugere que pela lei, Maria deveria casar-se/estava correto? tinha propriedade em Nazaré? 11 9 9999
11 4 Jerusalém Maria confidencia o seu voto ao Sumo Sacerdote 16 9 9999
11 5 Jerusalém o Sumo Sacerdote reitera que Maria deve casar, contando ao esposo do seu voto ao Senhor 21 9 9999
11 (-) Jerusalém Anúncio a Zacarias (e Isabel) que serão pais de João Batista 1, 5-17 25 9 9999
11 (-) Jerusalém o castigo de Zacarias, mudo 1, 21-23 25 9 9999
12 1 Jerusalém muitos homens, futuros pretendentes, entre 20 e 50 anos de idade, no Templo, no aguardo da noiva 6 1 0
12 2 Jerusalém José faz parte do grupo, falando com um velhinho 6 1 0
12 3 Jerusalém jovens levitas entram, trazendo ramos secos entre os quais um florido 6 1 0
12 4 Jerusalém o Sumo Sacerdote declara José, o carpinteiro de Nazaré, o escolhido 6 1 0
12 5 Jerusalém José é apresentado à Maria, na presença do Sumo Sacerdote, Ana de Fanuel e Zacarias 6 1 0
12 6 Jerusalém lembrando a origem de Maria, de Nazaré: o berço, feito por José, que tb sepeliu o pai dela e trouxe-lhe uma flor Nm 6,1-21 6 1 0
12 7 Jerusalém Maria confidencia à José do voto de castidade prometido ao Senhor e ele aceita 6 1 0
12 8 Jerusalém José prontifica-se em arrumar logo a casa de Nazaré para poder receber dignamente Maria 6 1 0
13 1 Jerusalém noivado de Maria (14-15 anos) e José (33 a.)Descrição do vestido de noiva de Maria 9 1 0